22 de novembro de 2019

Se o divórcio por si só é um momento muito delicado na vida do ex-casal, quando isso ocorre com brasileiros que moram no exterior o problema pode ser um pouco maior. Quando um brasileiro que reside no exterior acaba se divorciando acaba por não dar muita importância aos trâmites necessários para no realizar no Brasil, visto que muitos não possuem o desejo de retornar ao país de origem e acabam por acreditar se tratar de um procedimento dispensável.

O que poucos sabem é que mesmo para contrair novo matrimônio no exterior existe a necessidade de uma certidão de nascimento atualizada, se seus documentos no estrangeiro estiverem com o status de “divorciada(o)” e a certidão de nascimento com o status de “solteira(o)”, isso certamente lhe trará problemas para contrair um novo matrimônio.

Continue lendo no Brazilian Times.