11 de julho de 2019

Os sonhos de um casamento viram frustração quando o amor acaba e o relacionamento chega ao fim. Ao turbilhão de sentimentos muitas vezes se soma o desentendimento por questões de dinheiro. Como as separações de casais passaram a ser cada vez mais comuns, ao mesmo tempo em que se pensa no “sim” é preciso ter um planejamento para a possibilidade de duas pessoas não viverem juntas até que a morte as separe. Preocupada com este problema, a Anbima, entidade ligada ao mercado financeiro, preparou algumas dicas de como proteger o bolso em situações como essa.

Continue lendo no ClickRBS.